sábado, 23 de julho de 2016

Ed. 2634 - Crise na coleta cria lixão nas "obras"

Aqui a edição digital...
  1. La Cobijada
  2. Inauguração
  3. Enfermagem
  4. Abono I
  5. Abono II
  6. Cada vez pior
  7. Consulta
  8. PJe-JT I
  9. PJe-JT II
  10. Fogueiraço
  11. Termal
  12. Atendimento médico
  13. Limpeza
  14. Kart
  15. Angus
  16. Noite da Pecuária I
  17. Noite da Pecuária II
  18. Excelências
  19. ABHB
  20. Marcha I
  21. Marcha II
  22. Aniversariando
  23. Trazabilidad Animal
  24. Schneider quer escolher a direção das escolas municipais
  25. Estado recorre ao STF para impedir reajustes a servidores
  26. Crise na coleta cria “lixão urbano”
  27. Santa Casa aguarda repasse de verbas
  28. Anunciado novo posto de saúde
  29. Justiça Federal da 4ª Região nomeia novos servidores a partir de agosto
  30. Dependentes químicos conseguem na Justiça acesso ao auxílio-doença
  31. TJ usará WhatsApp para intimar partes e advogados
  32. TRF4 anula cobrança de IR por erro no cálculo de dedução
  33. Supermercadistas autuados por crime contra consumidores
  34. Instalada Rede de Atendimento à Mulher
  35. Instituto Penal está sendo telado
  36. O perfil do bandido
  37. Férias de aprendizado para os professores maristas
  38. Férias escolares de inverno: tempo ideal para viajar
  39. Instituições podem se inscrever até dia 29 para avaliar obras
  40. Bolsas de estudo pelo Educa Mais Brasil estão disponíveis em Uruguaiana
  41. Causos de Galpão é atração cultural em Uruguaiana
  42. Patrulha participa de evento internacional
  43. Livro mistura ‘Harry Potter’ com folclore brasileiro
  44. Terror do cinema nacional vem causando burburinho
  45. Especialistas tiram dúvidas das mães de segunda viagem
  46. Velho Chico: Luzia é irmã de Tereza
  47. Atriz de Tieta pede emprego em rede social
  48. Malhação
  49. Êta Mundo Bom
  50. Haja Coração
  51. Velho Chico
  52. Gracyanne fica horas no banheiro, Belo pensa em sequestro e chama polícia

sexta-feira, 22 de julho de 2016

Drama japonês será exibido neste final de semana pelo projeto CineSesc


Neste final de semana (22 e 23/07), a comunidade de Uruguaiana poderá conferir o drama japonês “Trono Manchado de Sangue”, de Akira Kurosawa, promovido pelo projeto CineSesc. As sessões gratuitas estão programadas para as 19h (sexta-feira) e 16h (sábado), no Sesc Uruguaiana (Rua Flores da Cunha, 1984). “Filme sobre um Bom Fim” encerrará a programação deste mês, no próximo fim de semana (29 e 30/07). Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (55) 3412-2482 e pela página www.facebook.com.br/sescuruguaiana.
“Trono Manchado de Sangue” conta a história de Yoshiteru Miki (Akira Kubo) e Taketori Washizu (Toshirô Mifune), que são os comandantes do primeiro e do segundo castelo de um reino local, cuja sede fica no Castelo das Teias de Aranha. 
Após defenderem seu senhor em batalha, eles estão retornando para casa quando encontram um espírito que prevê o futuro de ambos. Ele diz que Washizu em breve assumirá o trono e que o filho de Miki, Yoshaki (Minoru Chiaki), o sucederá. Ao chegar em casa, Washizu comenta a predição com a esposa, lady Asaji (Isuzu Yamada). Ela acredita no que o espírito disse e incentiva o marido a agir, quando o atual rei chega em seu castelo para passar a noite. 
Com informações do Sesc.

Escolas têm sessões temáticas de cinema para escolas de Uruguaiana

Em agosto, as escolas de Uruguaiana podem realizar agendamento prévio nas sessões gratuitas de cinema promovidas pelo projeto CineSesc. De 1º a 12 de agosto, será exibido o documentário brasileiro “O Dia Que Durou 21 Anos”, trazendo a temática sobre a ditadura. Já entre os dias 15 e 31, a animação francesa “Zarafa” será opção para os pequenos refletirem sobre viagem e amizade. As sessões ocorrerão sempre às 9h e às 14h, no Sesc Uruguaiana (Rua Flores da Cunha, 1984). Mais informações e agendamentos podem ser obtidos pelo telefone (55) 3412-2482 e pela páginawww.facebook.com/sescuruguaiana.
Em “O Dia Que Durou 21 Anos”, é retratado o golpe militar de 1964 no Brasil, que contou com a ativa participação do governo dos EUA. Numa trama de ação e suspense, o filme revela documentos Top Secret da CIA e áudios originais da Casa Branca, mostrando como os presidentes Jonh F. Kennedy e Lyndon Johnson articularam o plano civil e militar para derrubar o presidente João Goulart, eleito pelo voto popular. Durante 21 anos – de 1964 até 1985 – o governo militar brasileiro impôs um regime autoritário que violou os direitos civis e instalou a ditadura em nome da “liberdade” e da defesa da “democracia”, com graves consequências para toda a América Latina.
Já em “Zarafa”, sob uma antiga árvore, um velho conta às crianças de sua aldeia uma fábula: a de uma forte amizade entre um menino, Maki e uma girafa órfã chamada Zarafa. Juntos eles viverão a aventura de suas vidas, viajando das areias do Sudão até as luzes de Paris. 
CineSesc Uruguaiana para Escolas
Local: Sesc Uruguaiana (Rua Flores da Cunha, 1984)
Agendamentos pelo telefone (55) 3412-2482 
1º a 12/08 - “O Dia Que Durou 21 Anos”
Horários: 9h e 14h
Sinopse: O golpe militar de 1964 no Brasil contou com a ativa participação do governo dos EUA. Numa trama de ação e suspense, o filme revela documentos Top Secret da CIA e áudios originais da Casa Branca, mostrando como os presidentes Jonh F. Kennedy e Lyndon Johnson articularam o plano civil e militar para derrubar o presidente João Goulart, eleito pelo voto popular. Durante 21 anos – de 1964 até 1985 – o governo militar brasileiro impôs um regime autoritário que violou os direitos civis e instalou a ditadura em nome da “liberdade” e da defesa da “democracia”, com graves consequências para toda a América Latina. 
15 a 31/08 – “Zarafa”
Horário: 9h e 14h
Sinopse: Sob uma antiga árvore, um velho conta às crianças de sua aldeia uma fábula: a de uma forte amizade entre um menino, Maki e uma girafa órfã chamada Zarafa. Juntos eles viverão a aventura de suas vidas, viajando das areias do Sudão até as luzes de Paris. Temática: Viagem e amizade

Senado abre consulta pública sobre programa ‘Escola sem Partido’

O portal e-Cidadania, do Senado Federal, abriu consulta pública sobre o Programa Escola Sem Partido, que busca o fim da “doutrinação” em sala de aula. Os cidadãos podem votar se são a favor ou contra o projeto de Lei 193, de 2016, que está em tramitação.Também é possível enviar comentários e fazer sugestões de mudança de cada item previsto.
De autoria do senador Magno Malta, o projeto de lei prevê a “neutralidade” dos docentes diante de questões políticas, ideológicas e religiosas em sala de aula. Às 9h40 desta segunda-feira (18), 30.049 pessoas se mostravam a favor da ideia e 28.729 diziam ser contrárias ao projeto.

Escola sem Partido
A Associação Escola sem Partido é um grupo liderado pelo advogado Miguel Nagib. Uma de suas iniciativas é a divulgação de anteprojetos de lei estadual e municipal, que buscam legislar sobre o que é ou não permitido ao professor debater dentro de sala de aula.
O grupo toma como base jurídica pontos da Constituição e da Convenção Americana sobre Direitos Humanos para defender as limitações à atividade docente. De acordo com Nagib, entrevistado pelo G1 no fim de abril, o professor não desfruta de liberdade de expressão. “O que a Constituição lhe garante é a liberdade de ensinar”, diz.
O projeto rebate críticas sobre censura de ideias. Afirma que o professor não pode aproveitar sua função para “fagocitar os alunos ideologicamente”. O principal objetivo do Escola sem Partido, de acordo com Nagib, é garantir a afixação em salas de aula de uma lista com os “deveres do professor”. Entretanto, o anteprojeto traz, entre outros pontos, um artigo que leva as aplicações das limitações da lei para planos educacionais, livros e avaliações de ingresso no ensino superior.
Com informações do Senado.

Fies: Governo transfere para instituições privadas as despesas com bancos

Medida Provisória publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira, 15, transfere para as instituições de ensino superior privadas a responsabilidade com as despesas com agentes financeiros dos contratos do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). A mudança vai gerar uma economia de cerca de R$ 400 milhões com o programa este ano, anunciou o ministro da Educação, Mendonça Filho.
Com a mudança, determinada pela Medida Provisória nº 741/2016, a União deixará de pagar ao Banco do Brasil e à Caixa Econômica Federal as taxas administrativas de 2% dos encargos educacionais liberados para as instituições de ensino, informou o ministro.
Mendonça explicou que os recursos economizados permanecem no orçamento da pasta. “Esses recursos poupados serão revertido para a própria área da educação, para programas de acesso ao ensino superior e programas de educação básica; então, a rigor, estamos gerando novas oportunidades e uma ampliação da oferta de vagas para os próximos anos”, explicou.
De acordo com Mendonça, as mudanças não impactarão os valores das mensalidades e não prejudicarão os estudantes que já têm contratos de financiamento, nem os 75 mil novos beneficiários selecionados para o segundo semestre de 2016. “Está é uma medida de fortalecimento e preservação do Fies”, destacou o ministro. “Assumimos a responsabilidade de tocar as políticas de inclusão na área de educação e o Fies é um programa importantíssimo nessa direção”, disse.
O ministro afirmou que, ao assumir o Ministério da Educação, em maio, o orçamento se encontrava em uma situação muito grave, com R$ 6,7 bilhões contingenciados, o que inviabilizaria a manutenção de 1,7 milhão de contratos vigentes. “Se houvesse a manutenção daquele quadro orçamentário, não poderíamos renovar os contratos antigos, nem garantir os 75 mil novos contratos.”
Mendonça também destacou que a mudança na legislação do Fies foi discutida conjuntamente com os ministérios da Fazenda e do Planejamento, Orçamento e Gestão e contou com apoio dos ministros Henrique Meirelles e Dyogo Oliveira, respectivamente. Com informações do MEC.

IF Farroupilha e Unipampa firma Acordo de Cooperação


Tamíris Pereira da Rosa

Na última sexta-feira, 18, o reitor da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Marco Antonio Fontoura Hansen, e a reitora do Instituto Federal Farroupilha, Carla Comerlato Jardim, assinaram o Acordo de Cooperação nº 03/2016, para o curso interinstitucional de Engenharia Agrícola.O curso já diplomou três turmas e é ministrado em Alegrete, em parceria entre a Unipampa e o Instituto Federal Farroupilha.
Para o reitor da Unipampa, acordos dessa natureza são de fundamental importância. “Estamos consolidando uma atividade que já vem sendo desenvolvida pelas duas instituições. Essas ações, que somam esforços são vitais para que atinjamos um ensino de qualidade cada vez mais elevada. Alia pessoas de diferentes áreas proporcionando um intercâmbio e uma troca de experiências”, frisou Hansen.

Alunos que farão o Enade devem ser inscritos até 7 de agosto

As instituições de educação superior devem inscrever os estudantes habilitados ao Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) de 2016 até 7 de agosto próximo. Farão o Enade concluintes de cursos de graduação de 18 áreas.
Os ingressantes de 2016 também devem ser inscritos, mas são dispensados da prova. Nesses casos, a situação de regularidade é atestada pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep). Para orientar os responsáveis pelas inscrições nas instituições, o Inep produziu um manual e uma série de vídeos explicativos.
Devem fazer as provas os concluintes de cursos das áreas de agronomia, biomedicina, educação física, enfermagem, farmácia, fisioterapia, fonoaudiologia, medicina, medicina veterinária, nutrição, odontologia, serviço social e zootecnia.
No grau de tecnólogo, o exame é destinado a concluintes de agronegócio, estética e cosmética, gestão ambiental, gestão hospitalar e radiologia.
O exame, realizado pelo Inep, é obrigatório para concluintes de bacharelado com expectativa de conclusão do curso até julho de 2017 ou que já tenham concluído pelo menos 80% da carga horária mínima do currículo do curso até o fim do período de inscrição.
Também devem realizar o exame estudantes de cursos superiores de tecnologia com expectativa de conclusão até dezembro de 2016 ou que tenham cumprido mais de 75% da carga horária mínima do currículo até o fim do período de inscrição.
Provas – As provas serão realizadas em 20 de novembro, às 13h (horário de Brasília). Os estudantes terão quatro horas para responder 40 questões. Dessas, dez serão de formação geral (duas discursivas e oito de múltipla escolha) e 30 de conhecimentos específicos (três discursivas e 27 de múltipla escolha). 
Com informações do Ministério da Educação.

190 em ação

Assalto I
Um entregador de lanches foi assaltado por três homens no Beco do Sapo. Ele contou que foi até o local fazer a entrega de dois lanches e dois refrigerantes. Lá, porém, foi abordado pelos assaltantes, que estavam armados, e lhe roubaram R$ 32 e um telefone celular.

Assalto II
Um rapaz foi assaltado no bairro Nova Esperança, quando saía da casa da namorada. Ele identificou dois acusados e contou à polícia que, armados com um alicate de cortar cadeado e um machado, a dupla lhe roubou um telefone celular e R$ 2 mil.

Assalto III
Um rapaz foi assaltado próximo ao Shopping da Baixada. Ele teve subtraídos a carteira com documentos pessoais e R$ 50 em dinheiro e mais um telefone celular.

Assalto IV
Um rapaz que estava em uma boate na Rua XV quando foi assaltado por dois homens, que lhe roubaram o telefone celular e a carteira com documentos pessoais.

Prisão preventiva manterá flanelinha assassino na cadeia


Gabriela Barcellos

A Polícia Civil obteve ontem à noite a prisão preventiva de Jovani Rodrigues Soares. Ele é o autor do homicídio ocorrido na madrugada do último sábado, 16/7. A medida foi solicitada ontem à tarde, 20/7, pelo delegado responsável pela investigação, Enio Tassi, da 1ª Delegacia de Polícia, e deferida ao final do dia.
Jovani, conhecido como “Jô”, matou a facadas o universitário Rodrigo Cruz Schiafino, 28 anos, na madrugada de sábado, por volta de 5h, na Rua Monte Caseros, entre Duque de Caxias e XV de Novembro.

A investigação
Ele foi rapidamente identificado pelos policias e na noite de sábado se entregou, acompanhado da irmã. Com assistência do advogado Miguel Madeira, confessou ter assassinado Rodrigo por ter sido agredido verbalmente. Ao extorquir Rodrigo pelo uso da via -pública para estacionar seu carro, Jovani diz ter sido chamado de “vagabundo” e “ladrão”.
Embora não haja dúvida quanto a autoria do crime, o Inquérito ainda não foi concluído, pois algumas lacunas precisam ser preenchidas. O Delegado pretende ouvir novamente o acusado no dia de hoje.

Polícia Federal faz operação contra câmbio ilegal

Gabriela Barcellos

A Polícia Federal realizou nesta terça-feira, 19/7, uma ação que teve por objetivo o combate ao câmbio ilegal. A ação foi coordenada pelo delegado federal André Oliveira e teve como alvo um estabelecimento comercial localizado na Rua Duque de Caxias, no Centro, e duas residências localizadas no mesmo terreno. 
Durante a ação, os policias federais apreenderam 33.094,00 em reais; 63.680,00 em pesos argentinos, 24.800,00 em pesos uruguaios e 2.870,00 em dólares, totalizando cerca de R$ 60 mil, que ficarão à disposição da Justiça Federal. Ninguém foi preso.
Recentemente, uma série de ações da Polícia Federal visando o combate de tais crimes vem sendo realizadas pela Delegacia em Uruguaiana. Pelo menos outras duas operações da mesma natureza foram realizadas desde o início do ano e a investigação acerca de tais crimes é continua.

Preso acusado de atirar em PM nas Áreas Verdes


Gabriela Barcellos

Foi preso no início da tarde de ontem, 20/7, Leandro Gabriel Marques Borges, de 20 anos, por tentativa de homicídio. A prisão ocorreu em razão de um mandado de prisão temporária expedido pela Justiça a pedido da delegada Alessandra Siqueira, mas que acabou sendo cumprido pela Brigada Militar, de forma prematura. De acordo com a Delegada, uma ação para cumprir este mandado e ainda outro de busca e apreensão que visava localizar a arma utilizada no crime, estava programada para hoje, mas acabou sendo prejudicada pela ação dos policiais militares.
Leandro Gabriel é acusado de ter efetuado disparos de arma de fogo contra dois adolescentes nas proximidades da 2ª Delegacia de Polícia (DP) por volta de 14h do último dia oito.
Juntamente com um comparsa, Leandro Gabriel teria atirado contra desafetos, que instantes antes brigaram com seus amigos nas proximidades do Parque Dom Pedro II, o ‘Parcão’. Em meio à ação, um policial militar que mora próximo ao local dos tiros decidiu interferir e atirou nos suspeitos, que revidaram, mas acabaram fugindo do local. Foi o policial que identificou um dos bandidos. “São dois grupos rivais que vem brigando entre eles, o que dificulta as coisas, pois eles querem resolver as coisas por conta própria”, conta a Delegada. Esta seria a razão pela qual, na Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA), logo após o crime, ambas as vítimas terem se recusado a confirmar o crime, tampouco identificar suspeitos.

“Os mascarados”: Cinco indiciados por posse de arma de fogo, tortura e formação de milícia

Gabriela Barcellos

Cinco pessoas foram indiciadas por crimes de tortura mediante sequestro, posse de arma de fogo e formação de milícia. Os cinco integravam o grupo mascarado que, se passando por agentes da lei, invadiu residências, fez abordagens “policiais” no “Prado das Bicicletas”, além de sequestrar e torturar um jovem. Os crimes ocorreram no último dia 23 de junho.
Os irmãos Edu Menezes Ponte e Rui Menezes Ponte, os vigilantes da empresa Segmax, Felipe Oscar Pare Quevedo e Jhoseffer Izaguirre Apestegui, e Jorge Luiz Prelelue Gomes, um apenado que está em liberdade condicional, foram indiciados ontem, 20/7, pelo delegado Enio Tassi, responsável pela investigação. Edu responderá por posse de arma de fogo, Rui por tortura mediante sequestro e os outros três acusados por tortura mediante sequestro e formação de milícia.
Armados e usando toucas ninjas, os homens invadiram uma residência da Rua Tiradentes e sequestraram Rafael Coelho de Moraes, de 25 anos. Ele foi levado para um local ermo e torturado, sendo logo após, largado semi-nu, sendo encontrado pelo delegado Adriano Linhares vagando pela BR 472. Uma das ações dos marginais foi filmada por uma moradora do “Prado das Bicicletas” e divulgada em uma rede social, causando grande repercussão na comunidade.
A investigação policial apontou que o crime foi motivado pela suspeita de que Rafael seria o autor de um furto que teve um dos indiciados, Edu, como vítima. O grupo estaria tentando recuperar os objetos furtados, crime que é objeto de investigação em outro inquérito policial.

A proteção da Justiça
Dentre os acusados, a ficha criminal mais extensa pertence a Jorge Prelelue Gomes. Na semana passada, aliás, ele ficou preso por algumas horas por um flagrante de violência doméstica, ocasião na qual o delegado Enio Tassi representou por sua prisão preventiva que, apesar dos antecedentes e de estar em gozo de liberdade condicional, não foi acolhida pelo Poder Judiciário, sendo libertado em menos de 24 horas.

Circular do BNDES deve destravar renegociação de investimentos do setor arrozeiro


Nestor Tipa Júnior

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) autorizou, por meio de circular, no final da tarde desta terça-feira, dia 19 de julho, a autorização para os agentes de fomento e bancos públicos e privados efetivem as negociações das parcelas de investimento de produtores de arroz que foram prejudicados pelo clima na safra 2015/2016. Sem a normativa, muitos agentes não estavam cumprindo a Resolução aprovada pelo Conselho Monetário Nacional no dia 30 de junho que autorizava as negociações.
De acordo com o presidente da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), Henrique Dornelles, apesar da boa notícia, o fato mostrou a fragilidade e excesso de burocracia do sistema, além de uma falta de conexão entre os envolvidos no processo. “Isto já devia ter saído junto com a resolução do Conselho Monetário Nacional (CMN) em vista de que todos sabem das limitações que os agentes financeiros têm para atender as solicitações de prorrogações”, ressalta. 
O dirigente pede que as instituições financeiras sejam proativas para que as renegociações ocorram de forma harmoniosa e com fluidez. “Infelizmente muitos produtores aumentaram o risco das operações em virtude de inscrições indevidas no Serasa incorridos principalmente pelos bancos de fábrica que foram totalmente insensíveis com a catástrofe ocorrida com os orizicultores e precisavam deste fôlego para honrar seus compromissos”, afirma Dornelles.
A Federarroz disponibilizou em seu site carta padrão aos que buscam junto às instituições financeiras a renegociação dos débitos, conforme a Resolução nº 4.504/2016 do Banco Central do Brasil, editada em razão dos efeitos climáticos no fenômeno El Niño ao longo da Safra 2015/2016. A entidade recomenda que os produtores que não possuírem condições de efetivarem o reembolso dos valores objeto de contratos agrários em razão dos efeitos do El Niño devem protocolar a Carta de Prorrogação da forma mais rápida possível junto ao agente financiador. 
A carta deverá acompanhar relação explicada da totalidade dos custos, despesas, passivo, bem como da produção e produtividade, com o objetivo de o agente financeiro verificar a capacidade real de pagamento do respectivo mutuário, de modo a possibilitar o reembolso no maior prazo possível. Também está disponível aos agrônomos contratados para projetos nos bancos oficiais tabela específica comprovando incapacidade de pagamento do custeio e investimentos no ano de 2016 em função do El Niño.

Rio Grande do Sul está livre da peste suína clássica

Gabriela Barcellos

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) publicou no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 20/7, a instrução normativa nº 25 de 19 de julho de 2016, que declara vários estados e municípios brasileiros, inclusive o Rio Grande do Sul, livres da peste suína clássica. A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) considera um importante avanço na defesa agropecuária, por viabilizar o mercado de exportação da carne suína.
Além do Rio Grande do Sul, foram consideradas livres os estados do Acre, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe, Tocantins e os municípios de Guajará, Boca do Acre, sul do município de Canutama e sudoeste do Município de Lábrea, pertencentes ao estado do Amazonas.
A peste suína clássica é conhecida também por febre suína e é uma doença altamente contagiosa que atinge porcos e até javalis. A taxa de mortalidade depende da força do vírus e a idade e estado dos animais. No caso do vírus mais forte, a mortalidade é de 100%, ocorrendo entre duas e três semanas, independentemente da idade do animal.
A instrução normativa e o boletim informativo do Diário Oficial da União estão disponível no site do Mapa.

quinta-feira, 21 de julho de 2016

IIPR tem maior alta em 46 meses

Gabriela Barcellos

A Assessoria Econômica da Fundação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) divulgou nesta terça-feira, 19/7, dados referentes ao Índice de Preços Recebidos pelos produtores Rurais (IIPR), criado pela instituição em maio do ano passado. O IIPR registrou o maior aumento em 46 meses, chegando a 8,99% em junho. Esta é a terceira alta consecutiva do indicador que já atinge um crescimento de 11,8% no ano. No acumulado dos últimos 12 meses, o índice é de 31,34%.
Soja e trigo com 10%, arroz (7%), milho (6%) e suínos (23%) foram os principais itens que colaboram com o aumento do IIPR no último mês. Já o IPCA Alimentos registra um aumento de 4,42% no ano e 12,85% no acumulado dos últimos 12 meses. A trajetória diferente entre os indicadores comprova, mais uma vez, que é equivocada a tentativa de relacionar os preços pagos aos produtores com o praticado nas gôndolas dos supermercados.
Já o IICP de junho apresenta uma alta de 0,64% após quatro meses de queda consecutiva, confirmando a projeção feita pela Farsul de maio ser o melhor mês para a compra de insumos. No acumulado do ano o indicador mostra uma deflação de 0,72% e, em 12 meses, uma inflação de 5,09%. Os fertilizantes acumulam uma queda média de 19% em 2016, mas essa redução não se reflete em todos os produtos. Os agroquímicos não acompanham a queda da taxa de câmbio e apresentam aumentos que podem chegar a 19% no ano.
O IIPR considera as variações mensais dos preços recebidos pelos produtores rurais na venda de arroz, milho, soja, trigo, boi gordo, suíno, frango e leite. As ponderações para a construção do indicador se baseiam no Valor Bruto da Produção Agrícola.
O Relatório Completo dos Índices de Inflação do Agronegócio de junho está disponível no site da Farsul.

Farsul apresenta resultado das cultivares de soja 2015/2016


Gabriela Barcellos

A Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul) e a Fundação Pró-Sementes divulgaram nesta segunda-feira, 18/7, o resultado do Ensaio de Cultivares em Rede (ECR) da safra 2015/2016, elaborado através da parceria entre as duas entidades.
Pela primeira vez, o levantamento considerou três épocas de plantio, de meados de outubro a dezembro, com objetivo de detalhar ainda mais o rendimento de cada tipo de semente considerando também a sazonalidade. A época do plantio de soja nas três microrregiões do zoneamento agrícola do Rio Grande do Sul no ano passado influenciou diretamente no desempenho das lavouras, impactando numa diferença de produtividade de até dois mil quilos por hectare. “Os resultados mostraram a importância de incluir no planejamento da lavoura a melhor época de plantio considerando questões como características de clima e de solo”, afirmou o diretor técnico e administrativo da Fundação Pró-Sementes, José Hennigen.
O levantamento também deixou evidente a diferença de rendimento de uma mesma área dependendo da semente utilizada. “Estamos falando em variações de rendimento de até 30 sacos por hectare. As variedades mais produtivas variam conforme a época de semeadura”, afirmou.
De uma maneira geral, o clima foi bastante positivo para a cultura na última safra, com exceção de alguns municípios da microrregião 101, na metade Sul do Estado, que sofreu com muita chuva na época do plantio. Embora o clima estivesse adequado, algumas áreas das regiões 102 e 103 atrasaram a semeadura por conta do atraso da colheita do trigo. O Ensaio testou 2,8 mil parcelas de soja com 46 cultivares com representatividade comercial e indicadas pelo Zoneamento Agrícola do Ministério da Agricultura.
Cachoeira do Sul foi o município que apresentou melhor desempenho na região 101 com a cultivar 6563 , que obteve produtividade de 7119 kg/ha na 2a época de plantio. Conforme a engenheira agrônoma, Kassiana Kelh, responsável pela apresentação do levantamento, o município apresentou diferenças importantes entre as três épocas. O período de melhor produtividade coincidiu com a presença de maior luminosidade na formação da lavoura e menos chuva.
A primeira época de plantio foi a que apresentou melhor resultado na região 102. A BMX Vanguarda IPRO obteve 5955 quilos por hectare. Na microrregião 103, a melhor produtividade foi obtida no plantio da primeira época com a FPS Paranapanema, com resultado de 5,438 kg/ha. Segundo Kassiana, a região apresentou diferença de 2 mil quilos por hectare entre a 1a e a 2a época, especialmente por conta da influência forte da ferrugem.
Hennigen destacou que o custo da semente é um dos menores da lavoura. “Por isso, é extremamente válido buscar a informação da melhor variedade que se adapta à cada região e período de plantio”, afirmou.
“Das cultivares utilizadas no Estado em 2008, quando iniciamos este levantamento, apenas duas ainda figuram no levantamento atual”, comentou o presidente do Sistema Farsul, Carlos Sperotto, sobre a velocidade de renovação das cultivares ofertadas por conta do avanço das pesquisas na área. Ele ressaltou a importância de os produtores terem acesso ao levantamento para que possam obter os melhores resultados possíveis nas lavouras. “Além dos meios que já dispomos para o acesso aos dados, essas informações deveriam ser multiplicadas a partir de treinamentos dos produtores e trabalhadores rurais para que possam usar as novas tecnologias da melhor forma”.
Realizado há nove anos, o estudo avalia o desempenho de novas cultivares de soja registradas e indicadas pelo Zoneamento Agrícola de risco climático, e tem por objetivo orientar o produtor na tomada de decisão sobre a melhor semente de acordo com as condições e características de sua região.
Os resultados completos do estudo estão na publicação “Desempenho de Cultivares de Soja Indicadas para o Rio Grande do Sul – Safra 2015/2016” estão disponíveis no site da Farsul (www.farsul.org.br) e na página da Fundação Pró-Sementes para o ECR (www.cultivares.com.br).

Ponte Internacional receberá investimentos para receber Corredor Bioceânico

Daiany Mossi

A Ponte Internacional que liga Uruguaiana a Paso de los Libres deve receber investimentos nos próximos anos. A informação foi dada pelo secretário dos Transportes (ST), Pedro Westphalen, durante a Jornada Corredor Bioceánico Central y La Hidrovia Paraguay-Paraná que ocorreu nesta semana, na sede do governo da província de Santa Fé, na Argentina.
A jornada foi dividida em dois painéis, sendo que o primeiro amparou temas sobre os desafios do transporte e a produção da Região Central argentina; o segundo, tratou da infraestrutura e intermodalidade para o desenvolvimento dessa região. Outros temas em análise foram a aproximação da Região Central da Região Norte Grande Argentina, o desenvolvimento do transporte hidroviário nacional e a otimização das infraestruturas de cooperação com as instâncias do governo argentino.

Corredor Bioceânico
O Corredor Bioceânico será uma rota rodoviária alternativa na América do Sul, que permitirá a comunicação interoceânica entre o Pacífico e o Atlântico. O traçado possui 2.472 quilômetros, iniciando na IV Região de Coquimbo, Norte do Chile, passando pelas províncias argentinas de San Juan, La Rioja, Córdoba, Santa Fé, Entre Rios e Corrientes, até chegar a Porto Alegre.
A efetivação da rota, conforme o secretário, depende da construção de um túnel no Passo da Água Negra, sob a Cordilheira dos Andes, que ligará o Chile e a Argentina - obra orçada em US$ 1,4 bilhão, com previsão de início ainda em 2016 e de melhorias na Ponte Internacional. que liga o município argentino de Paso de Los Libres a Uruguaiana. A previsão de conclusão do corredor é de 14 anos.

Segurança na fronteira será reforçada a partir de hoje

Daiany Mossi

A passagem de turistas pela Ponte Internacional que liga Uruguaiana a Paso de los Libres deve aumentar nos próximos dias em razão das Olimpíadas do Rio de Janeiro. A expectativa é que pelo menos 50 mil turistas cruze o município em direção ao Rio de Janeiro. 
O aumento do fluxo de turistas reforça a preocupação das autoridades em relação à segurança. As últimas ameaças de atentados vindas do Estado Islâmico adiantou a chegada de reforços policiais às fronteiras. 
A partir desta quinta-feira (20), Uruguaiana deve receber pelo menos 20 policiais, sendo que 13 são policiais rodoviários e os demais são agentes federais. Eles atuarão nos dois próximos meses nas rodovias federais e na aduana brasileira, já que no mês de agosto terão as Olimpíadas e no mês de setembro, as Paraolimpíadas.

Paralisação do Detran prejudica a comunidade

Daiany Mossi

A greve dos servidores do Detran/RS, iniciada no dia 10 de julho, já traz prejuízos aos gaúchos. 
Mais de 15 mil exames teóricos e práticos para a obtenção da carteira nacional de habilitação deixaram de ser realizados nos últimos dias em todo o Estado, sendo que em Uruguaiana, a greve já atrasa a emissão de 2ª vias de CNH, alteração de dados no documento, bem como a liberação de veículos apreendidos. 
Ana Oliveira está entre as pessoas lesadas. Segundo ela, o seu veículo foi apreendido há cerca de 10 dias em razão do não pagamento do licenciamento. A dívida foi quitada, porém o automóvel continua retido. Segundo ela, no Detran de Uruguaiana a informação é de que o processo de liberação está lento em razão da greve e por isso não há previsão para a resolução do problema. “Além de estar sem carro, pagando táxis e ônibus, estou pagando diárias ao Detran”, disse ela. 
Segundo o Sindicato dos Servidores do Detran, a adesão da categoria ao movimento é de 90%. Os servidores exigem a reposição salarial que corresponde ao período de quatro anos, o pagamento do vale-alimentação sem a coparticipação e também a implementação das promoções e das progressões que fazem parte do plano de carreira dos servidores. 
Não há previsão para o fim da greve.

Operação padrão provocou filas no Porto Seco


Daiany Mossi

Desde segunda-feira, o volume de veículos no Porto Seco de Uruguaiana aumentou consideravelmente. Na aduana brasileira, o acúmulo de caminhões congestiona a passagem de outros veículos que dirigem à Paso de los Libres.
A permanência dos caminhões no Porto Seco e a demora na passagem pela Aduana deve-se a operação padrão deflagrada pelos auditores fiscais em todo o País, na última semana. 
Representantes da categoria apontam uma adesão de quase 100% à operação padrão. A intenção é intensificar o movimento nas terças e quintas-feiras, sendo que somente 30% do efetivo permanece trabalhando. 
A categoria cobra acordo salarial firmado em março deste ano com o Governo Federal pelo qual haviam conseguido a garantia de reajuste de 21,3% parcelado em quatro anos. O projeto, segundo o Sindifisco, não foi enviado ao Congresso. A primeira parcela do reajuste de 5,5% vence em agosto.
Não há previsão de negociação.